terça-feira, 22 de dezembro de 2009

o voo de uma alma feliz

Oieeeeeeeeeeeee

Caramba!

Tudo acontece na minha vida neste momento, mas vou tentar registrar com calma.

Hoje já é praticamente véspera de Natal (rsrsrsss) e somente amanhã conseguirei pensar em qualquer coisa natalina... até hoje o pensamento estava em tantas outras coisas...

Lembrarm quando contei que havia conseguido um emprego numa empresa legalzinha e que estava feliz???

Pois é... a história disso aí começou bem antes.

Quando eu ainda era uma estudante de cusinho para vestibular.

Era o meu terceiro vestibular para a mesma coisa. Eu ficava sempre ali, na "porta", mas não passava. Um dia deparei-me com uma dificuldade corriqueira e meio que vi um lance: Era a mão de Deus descendo do céu com minhas amigas que eu teria na faculdade, meus professores e minha vida profissional. Eu meio que ouvi Ele me dizendo: "Quando voce faz o que quer, voce é mais uma no que faz, mas quando voce faz o que seu coração realamente quer, voce se destaca, voce se torna especial." E nessa hora entendi o que eu deveria fazer da vida... serio!

Juntei a familia e disse, nas vésperas da prova do vestibular "se eu passar neste vestibular, eu não vou fazer o curso, porque acabei de entender o que eu quero fazer da vida." Minha mãe saiu chorando para o quarto, de raiva e de braveza, dizendo "isso não dá dinheiro menina", meu pai olhou buscando uma solução para as paredes da sala. Como não encontrou, saiu atras da minha mãe. Fecharam-se os dois no quarto deles e eu fiquei (como muitas vezes), plantada num canto da casa esperando o fim da conversa.

Nessa época eles me entendiam tão pouco, sempre interpretavam que minhas atitudes eram para machuca-los... e isso me doia... eu os amava demais, não queria machuca-los, mas nunca tive medo de seguir meu caminho.. o MEU.

Minutos depois, meu pai voltou a sala e me encontrou lá ainda paralizada. Rsrrs...

Ele me disse: "Tudo bem, vai em frente. Voce vai fazer o que quiser. E vai dar tudo certo."

Minha mãe ainda ficou meio quieta uns dias.

Esta mãe que descrevo não existe mais... a minha mãe mudou, cresceu, mudou... é agora uma amiga, uma mãe, uma pessoa que admiro e compreendo.

Eu fiz o vestibular... e não passei por muito pouco, tipo, estava na segunda chamada provavelmente, mas nem liguei. Voltei a estudar para o proximo vestibular. Agora eu sabia o que queria fazer e tinha paz no meu ser. Delicia.

No dia da prova eu sentia uma paz tão gostosa na fila de entrada do portão para as provas. Eu estava em paz. O povo se descabelava, mas eu estava em indescritivel paz interior. Eu sabia o que estava fazendo e fiz.

Passei.

Lembro-me de ouvir meu nome no rádio na lista de aprovados. A familia reunida em volta do aparelho, e então meu nome. Minha mãe estava lixando a unha, sentada na cama. E eu só lembro da sua lixa sendo arremeçada pelos ares, voou o voo mais excitante que já vi. Rsrsrrs!

Fui abraçada pela minha mãe e amigas vieram em minha casa me abraçar também. Tarde boa!

Ufa.

Eu tinha passado.

Quando entrei na faculdade, eu era apenas uma menina-jovem, tentando fazer com responsabilidade o que me foi confiado. Eu tinha passado em décimo lugar e estava lá dentro. Um lugar tão bonito, tão rico de conhecimentos e cheio de oportunidades. (Vale a pena fazer uma faculdade!) Eu amei o curso logo de cara.

Tive desafios no primeiro ano... mas logo tornei-me uma das melhores da turma, sem querer... era puro prazer mesmo. Só isso. Eu amava aprender.

Fiz amigas verdadeiras. Uma delas ainda se comunica comigo quase toda semana. Tinhamos um grupo forte, de amigas e alunas... eramos em 4, melhores amigas e melhores em tudo o que faziamos nas aulas. Nossos trabalhos eram tão diferentes, tão interessantes, tão gostosos... porque neles havia nosso inteiro coração... nós nos divertíamos enquanto preparavamos as apresentações de trabalhos. E... nossa... quantos trabalhos apresentamos??? Nem dá pra saber, né? Acho que ficavamos mais na frente da sala, do que alguns professores! rsrsrsr

Foi uma delicia.

Conheci meu marido graças a uma dessas amigas, no terceiro ano de faculdade. E eu e ele iamos para a faculdade juntos... matamos aulas varias vezes, que delicia. Quantas tardes naquele quarto quente de sua republica... Mas eu amava o meu curso e nunca peguei nenhuma DP, por puro amor à coisa toda... eu nunca fui (e quem me conhece sabe) CDF, mas esse curso me pegou de vez, me conquistou, eu adorava!

Me formei.

Comecei a pedir emprego. Consegui.

Consegui uma vaga de estagiaria NAO REMUNERADA... rsrsrsr

Eu pagava para trabalhar. Pagava até minhas passagens de onibus. Mas eu amava o que fazia... e fui aprendendo muito na pratica.

Mas eu tinha desvantagens...

Eu era uma rescem formada com nada de experiencia pratica. Com a cabeça e o peito cheio de ideias, mas nada na pratica.

Aprendi la... naquela empresa. E fui tão feliz na minha santa inocencia profissional. Eu nada entendia de chefes, de salarios, de folhas de pagamentos, de carteira de trabalho, de favorecimentos injustos dentro das empresas, eu nada entendia de promessas não cumpridas, de explorações, de ilusões...

Mas aprendi.

Nunca fiz igual... mas aprendi a viver neste mundo.

Sofri para aprender... sofriiii... chorei.... desacreditei em muitas coisas, depois entendi qual a medida certa nas crença das coisas profissionais.

Eu cresci.

E o que aconteceu nestes ultimos dias e semanas me comprova mesmo o que estou afirmando.

Há um tempo atras fui chamada para fazer parte de uma empresa que está se reerguendo de uma maneira muito legal e queriam minha presença lá com eles. Eu aceitei e contei isso aqui.

Mas...

MAs...

MAS...

Quando chegamos aqui nesta cidade com a barriga já pesada, meu marido trabalhava por nós dois... e recebiamos umas ajudas consideráveis.

Essa situação sempre foi meio desconfortável, podem imaginar. Um casal, com um bebe nos braços e eoutro no ventre, com uma renda pequena e recebendo algumas ajudas alheias... aff... era de desesperar qualquer um.

Tiveram noites em que eu ia por o bebe para dormir, no quartinho já escurinho, e lembro-me de aproveitar a escuridão de seu quartinho para disfarçar minhas lágrimas.

Eu tinha vontade de berrar por ajuda e de puro desespero. Mas olhava para meu primeiro filho, segurava minha onda e pensava tantas coisas, eu queria lhe dizer tantas coisas... mas eu me calava, sabia que ele não entenderia.

Mas toda vez que me calei diante dele, alguem lá no céu ouviu.

Sim. Eu sei. Me ouviu.

Durante varias noites, eu aproveitava as insonias de gravida e sentava no sofá da sala com uma calculadora na mão. Sentava, calculava, me desesperava, sonhava com algo melhor, chorava com numeros estampados no visor da calculadora. Eu mostrava aqueles numeros para Deus e perguntava, "de onde virá este dinheiro , meu Dues?"

Eu escolhi fazer da minha vida profissional o que Deus tinha me mandado. Mas estava afastada, desde o nascimento do mais velho. E mesmo trabalhando, o meu historico de olerites é meio desanimador. Sou uma guerreira, sim... devo ser mesmo. Mas nunca fui reconhecida financeiramente por isso. O que me tornava ainda mais guerreira... rsrsr

A agua bate no queixo e a gente aprende a nadar...

Nunca nos faltou nada. Os valores iam sendo supridos, o dinheiro aparecia surpreendentemente. Nunca faltou nada. Foi um dos melhores anos... embora tenha sido o ano em que menos contamos com salarios... o dinheiro é de Deus... pelo menos o dinheiro que chega até minha vida. Ele veio das mãos do meu Pastor que me afirma que "nada me faltará". NADA FALTOU. Até deu para fazer umas graças. Graças a Deus. Graças a Deus.

Mais uma vez entendi o valor de saber confiar, trabalhar e esperar o tempo de Deus... eu confiei nEle, eu trabalhei no que Ele me mandou trabalhar e esperei o tmepo dEle.

Meu trabalho neste sentido não diz respeito ao que fiz de fato profissionalmente. Pois isso eu pouco podia fazer com aquela barrigona lindaaaa...

Mas eu podia orar. Orei. Com uma calculadora nas mãos, com o coração esmigalhado de medo do futuro, mas o ano tinha coisas boas para cumprir em minha vida. E cumpriu.

Vi meus pais mudarem muito e serem mais felizes.

Vi meu segundo filho nascer, como fruto de um pedido desesperado durante um bom tempo. E meu filho me trouxe tudo de bom que passei anos orando. Eu nunca orei por esse filho diretamente, eu pedia coisas para minha vida, meu inteiror, e Deus decidiu que quem traria isso tudo para mim era o meu segundo filho. Show.

Vi minha casa se transformar numa coisa bemmmm melhor. Lindinha.

Vi a vida profissional do meu marido receber novas propostas e promessas

Vi uma coisa muito legal sobre a minha vida profissional tambem... e foi isso o que vi nas ultimas semanas. Outra resposta de Deus.

Eu orava por reconhecimento profssional. Poxa, eu fazia o que Ele me ensinou a desejar, eu fazia com o meu coração e com toda a competencia que me cabia... poxa... onde estava meu reconhecimento??

Dias depois que aceitei a proposta daquela empresa que falei para voces, uma empresa muito grande me ligou. Marcando uma entrevista comigo!

NUm creditei.

Eu?

Ok! Ok! Eu estava pedidno reconhecimento.

Fiz a entrevista e a moça me adorou. E na verdade, foi um tmepo muito bom memso que passamos juntas durante aquela entrevista. Ela enviou meu curriculo para o RH (q xique! tem RH!!!rsrsrs) e disse que entraria em contato. Affff...

Eu esperava todos os dias o telefone tocar. E não tocava. rsrsrs

Uma tarde tocou. MAs era outra empresa, maior ainda. A maior e mais reconhecida empresa da região inteira. Ai eu surtei.

Adrenalina no sangue... olhos arregaados, mente parada, focada somente na entrevista do dia seguinte.

Gente a entrevista foi boa. Foi... foi... foi como um de meus posts... eu me sentia escrevendo um post para voces... e a cada palavra colocada, a entrevistadora arregalava os olhos... ela me abraçou no fim da entrevista e disse-me que havia amado nosso tmepo juntas. Identicamnete à primeira. Embora o abraço da primeira entrevista tenha sido o mais verdadeiro.

Logo depois a primeira empresa me retornou auqela tão esperada ligação. Me chamou para uns testes. Lá fui eu. Sempre com a mesma calça. A unica descente. Era chamada de "a calça de entrevista."

Enquanto eu fazia uns testes bizarros com perguntas do tipo: "quando acordo meu coraçao esta batendo?", ou ainda: "existem pessoas no mundo que não conheço pessoalmente?", "gosto de me sentir excitado sexualmente?" rsrsrsrsr... eu ri tanto fazendo este teste, sozinha numa sala da empresa... rsrsrs

Mas tudo bem.

Enquanto eu fazia este teste aquela empresa top top me ligava no celular querendo um novo encontro. Uma nova entrevista onde eu faria uma prova.

Marcamos para o dia seguinte pela manha.

Fiz a prova teórica. Com mais de tres folhas de perguntas teoricas sobre a area. Parecia prova de faculdade. Rsrrsrsr...

Entreguei a prova e ela me disse que de tarde entrava em contato comigo para fecharmos.

Eu pensei: A empresa que fechar comigo primeiro eu topo. Já pensou se eu dispenso uma empresa grande como esta e aquela outra não me chama? Não posso correr o risco. A que me chamar primeiro, será minha nova empresa. Pronto.

Eu estava certa de que a empresa grande (uma das maiores e mais reconhecidas da região) entraria em contato comigo antes,afnal a promessa dela tinha sido fechar comigo hoje a tarde.

Porem...

Quem me ligou primeiro foi a outra. A super mega (mas nem tanto quanto a outra, porem) com uma ideologia bem mais parecida com a que eu creio.

Eu fechei com esta. Feliz da vida!

Mas passaram-se alguns minutos e a outra, mega power duper, me ligou: "avaliamos tua prova, estou te ligando para fecharmos com voce" (rsrsrrs).

Eu acho que fiz a melhor de todas as escolhas. Sem duvidas. Mas essa ultima ligação me fez tão bem. Me fez pensar: Eu sou uma profissional do nivel desta empresa enorme e famosa! Uau!

Mas como pude escolher, optei pela mais parecida comigo, onde acredito que serie mais feliz.
É uma empresa e tanto. Muito reconhecida tmabém. Acredito que são as duas mais reconhecidas daqui.

E eu tive a oportunidade de escolher entre elas....

Se estou me sentindo reconhecida?

Sim...

Estou.

Feliz?

Sim..

Estou.

Eu não sabia que era tão capaz assim

Tão boa assim.

Só me faltava mais oração.

E hoje, vou dormir como uma nova funcionaria de uma empresa boa, reconhecida e que me reconheceu tmabém e nisso tudo vejo minha imagem na penumbra dquela sala, de camisola, com barrigona e a calculadora nas mãos e lagrimas nos olhos. E penso: Eu sou capaz de romper qualquer limite meu. Eu sou capaz de fazer minhas lagrimas de tristeza se transformarem em lagrimas de alegria e gratidão. Eu sou capaz... porque sei qual é o caminho para tudo. É um caminho simples demais e de tão simples que é tem a sua eficácia desacreditada pelos céticos estou me referindo a Oração.

Eu orei e orar é falar... e eu falei. Falei com Meu Deus... Meu PAstor, Meu Amigo, Meu Senhor. Eu falei. Falei e Falei... Falei... Dias, noites inteiras, quase todas deste ano.

E agora, quase encerrando o ano, considero ter em minhas mãos muitas, quase todas as respostas pelas quais pedi anos a fio...

Hoje pela manha, despertada pela relogio, pronta para a entrevista na super mega power empresa, eu sabia que era o ultimo dia dessa dança das entrevistas. Porque a partir de amanhã, minha missão é outra e se chama: NATAl!!!!

Obrigada Jesus por ter vindo ao mundo e mostrado a todos que tudo que nos parece impossivel é simples e muito possivel... porque tudo é possivel ao que cre. Eu te amo... Conto contigo, meu Amigo, Jesus.

Hoje de noite, meu filho mais velho me perguntou quem era Jesus. Eu não soube direito o que dizer e disse apenas: Jesus é nosso amigo, filhote, nosso melhor Amigo. Pode crer.

Um dia ele estava sentado no "cantinho do pensamento" e estava com medo. Quando cheguei lá para falar com ele, ele estava todo encolhido na cadeira, com as maozinhas sobres os olhinhos e falando algo baixinho. Perguntei o que estava fazendo, ele me respondeu: "Estou pedindo para o PApai do Ceu cuidar da gentes." Ele cuida meu filho, Ele cuida. De nós e de todos que a Ele pedirem e confiarem. Ele cuida.

Porque os lirios são lindos e ninguem os veste. POrque os passaros são saciados em suas necessidades e ninguem lhes paga salario. Eles apenas sabem que tudo o que precisarem Deus irá lhes suprir e pronto. Sejamos assim tambem? Que tal? Uma proposta dessas para o novo ano? Quer tentar?

Eu tentei. PAgeui o preço. Acreditei. E Colhi cada fruto. Recebi de Deus tudo. Ouço dEle o som de uma gargalhada doce, grave e macia, uma gargalhada de pai que, feliz da vida, ri enquanto o filho se surpreende com as grandezas de seus presentes de natal.

Deus ri. Gargalha.

Gargalhadas de Pai.

Ele é fiel... sabia?

E dai?

Agora é contigo.

O resto é com Ele.

Vamos juntos? Crer? Romper limites para tua vida? Vamos? Vamos?

Voeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeee

Feche teus olhos

Rasgue o peito

Estique teus braços

Respire

Sinta

Já é tudo teu

Só falta ir até a arvore de natal, pegar o presente que é teu.

Não perca mais tmepo.

Está embrulhado para voce

É teu

Vá pegar

É teu!

FELIZ NATAL

FELIZ ANO NOVO

TUDO É NOVO QUANDO O CORAÇÃO É NOVO

RENOVE TEU CORAÇÃO

e

VOEEE

O CÉU É TUA CASA

TUAS ASAS SÃO LINDAS

ESTIQUE-AS

MOSTRE-AS AO MUNDO E

VOEEE

CONQUISTE O CEU QUE DEUS ENFEITA PRA VOCE TODOS OS DIAS ANSIOSO PELA TUA PRESENÇA ALI COM ELE...

VOE

CONQUISTE O QUE É TEU.

VOCE... POOODE

PORQUE ELE PODE TUDO REALIZAR EM NÓS, SE ACREDITARMOS

ELE NOS AMA.

E EU SOU FELIZ COM VOCES

PORQUE SINTO-ME LIGADA A CADA UMA

E JUNTAS SINTO QUE PODEMOS VOAR MAIS FELIZES

OBRIGADA

Feliz Feliz Feliz

Feliz tudo para voces!

Obrigadaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa

13 comentários:

  1. Oi amiga, que coisa boa, parabéns!!!
    Quero te desejar um Feliz Natal e um ano de 2010 muitissimo abençoado. Bjs!

    ResponderExcluir
  2. Aleluia deus é maravilhoso..

    estou muito feliz por vc..PArabéns

    e os bebes? vão fica com ond?

    Feliz natal amiga

    ResponderExcluir
  3. que lindo post, que maravilha de noticia!!!
    parabéns!!!

    que vc e a tua família linda tenham um excelente natal!!!

    beijos!
    Carol
    http://carolesuasbabybobeiras.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  4. Oi querida, muito especial este post. Fico muito feliz por você, há coisas que nos completam, por mais que já tenhamos muito... Que esta oportunidade seja tudo o que você espera dela... e muito mais! Feliz natal a você e a toda sua família. Um beijão!

    ResponderExcluir
  5. Naninha,

    Hoje eu fiquei pensando uma coisa interessante, acho que todos nós conservamos certas "manias" de criança, traços que fazem parte do cotidiano nas nossas atitudes.
    Eu desde muito pequena, e até hoje, quando vou almoçar e sirvo o meu prato, deixo para comer por último o que mais gosto na refeição, como uma espécie de presente, sei lá, uma forma de deixar para o final aquilo que mais me satisfaz. kkkkk
    Então hoje, eu fiquei reparando que com post eu funciono da mesma maneira, eu entro sempre que possível pra ver o que as amigas escreveram, mas post da Naninha, estes eu guardo sempre para o final, porque saboreio cada linha, cada palavra, que vai conversando com o meu coração de uma forma difícil de explicar!
    Eu sempre vi Jesus assim, um rosto cheio de marcas, todo enrrugado, de tanto sorrir pra mim!!
    O pai, o irmão, o amigo, que sorri diante das nossas tristezas como quem diz "Sempre haverá o outro dia"
    Quero desejar, um Natal de amor, união, e muita paz e que Jesus possa esteja no lar e acima de tudo nos corações de vocês!!
    Olha amiga amada, eu só não vou desejar sucesso porque ele é consequência da pessoa maravilhosa que tu és!
    Um abraço, daqueles de sentir coração batendo com coração!
    Jordana.

    ResponderExcluir
  6. Ah, se me permitires saber, o que escolhestes como profissão?

    ResponderExcluir
  7. VC E INEXPLICAVELMENTE DEMAIS...
    AI MEUS DEUS, VEM MORAR EM CUIABA PRA GENTES(kkkk) SER AMIGAS DE PERTO???

    FELIZ NATAL NANINHA

    ResponderExcluir
  8. Feliz Natal linda ^^
    REALIZAÇÕES, Deus abençoe.

    Beijocas.

    ResponderExcluir
  9. amigaaaaaaaaaaaaa
    me emocionei lendo seu post! sei muito bem como eh td essa sensação!emocionante mesmo ne:?
    amiga, parabens!vc merece isso e muito mai8s
    seu ano de 2010 sera lindo e perfeito!fechou 2009 com chavede ouro amiga
    parabens"! e feliz natal p vc e sua amigaa
    me orgulho de vc viu?
    bjus

    ResponderExcluir
  10. Hhuuuuuuuuuuu que linda..
    que historia acho que vc deveria escrever um liro vc escreve bem d+ da conta em..
    Parabens por td seus suor por tds as noites perdidas com a cAalculadora na mao..
    H vc pode dormir sussegada pois tem uam profissao e eh reconhecida..
    Parabenss
    que esse novo ano venha cheio de bençaooss..
    Bjokassssssss

    ResponderExcluir
  11. Oi Naninha quanto tempo né? Éu venho sempre que possível, mas realmente as coisa não estão fáceis por aqui... Estou muito, muito feliz por ler este post!!! Que bom amiga, vc merece cada conquista porque sua fé é enorme... O coração é maior, mas a fé tbém é grande...rsrsrsrs Desejo que 2010 seja um ano ainda melhor para vc e sua família e que EU continue aprendendo com esse blog á ter mais persist~encia... Amiga, gostaria de conversar com vc via e-mail... Me escreve... alessandrabless@gmail.com

    Ahhhhhhh E qual é a profissão que vc escolheu???

    ResponderExcluir
  12. vc merece tudo de mais lindo na vida!!!!
    te adoro mesmo sem te conhcer!!!
    vc merece!
    amiga de deus, que historia essa do microondas hem?
    aff... faco tudo pro joao no mcroondas!
    aff,,, t com medo aogra!

    ResponderExcluir
  13. Olá! Acabei de descobrir seu blog e este post me fez muito bem. Eu meio que me aposentei após a faculdade, sem nem ter chegado a trabalhar no ramo. Desde então estou em casa, estudando e prestando concurso pra uma área diferent eda minha formação.
    A necessidade de reconhecimento dos meus talentos ficou asofgada por um tempo, mas agora ela lateja como nunca.
    Estou aguardando ampliação das vagas para ser chamada em 2 concursos. Sua história me ajudou a ratificar o que Deus já vem falando comigo e só agora criei coragem para acreditar de novo.
    Obrigada por compartilhar sua experiência e sua fé.
    Que seu 2010 seja lindo, sua família ainda mais abençoada e sua fé fortalecida todos os dias.

    Beijos
    Letícia

    ResponderExcluir